Como furar a orelha com segurança?

LINKS PATROCINADOS

Tanto o primeiro furo da orelha, como o segundo furo da orelha, precisa seguir alguns cuidados para evitar infecção. O furo tem que ser no lóbulo, nunca na cartilagem, pois a cartilagem é altamente propicia a infecção.

No lóbulo pode ser aplicado um anestésico (xilocaína) líquido ou creme, é só passar o produto e aguardar um pouquinho. Outra opção é fazer gelo na bexiga e fazer compressa no local do furo. Uma pequena quantidade de água pode ser colocada numa bexiga e posteriormente no congelador para transformar em bexiga de gelo, facilitando a aplicação.

Antes de realizar o furo, a orelha deve ser limpa com água e sabão, posteriormente passar álcool 70% na orelha e no brinco. Após esta assepsia, a marcação do ponto a ser colocado o brinco é feita. O furo na farmácia é feito por um brinco através de pistola. O furo caseiro é feito por um brinco com a ponta bem fininha.

O brinquinho deve ser lacrado e estéril, de preferência de ácido inox cirúrgico, ouro, platina ou titânio. Brinco de níquel banhado a ouro tem alto índice de alergia, não sendo indicado a perfuração com este material.  A substituição do primeiro brinco por outro pode ser após umas 6 semanas do dia da perfuração.

Após a perfuração, os cuidados a serem tomados são secar bem a região do brinco após o banho e passar álcool 70% durante 6 semanas diariamente. Se a região ficar levemente rosada é um processo aceitável de cicatrização, mas se apresentar pus, é indicado consultar um médico para ver se existe processo de infecção.

Qual a melhor idade para furar a orelha?
A idade indicada para perfurar as orelhas são a partir dos 6 meses de idade, pois nesta idade o bebê já recebeu vacina contra tétano e hepatite. Mas muitas mamães preferem furar quando recém-nascido devido a pele ser bem fininha facilitando a perfuração.

Compartilhe o artigo Como furar a orelha com segurança? com seus amigos:

LINKS PATROCINADOS

Comentários